Vale a pena trabalhar em casa?

Vale a pena trabalhar em casa?

Voltar

Vários fatores têm contribuído para que, cada vez mais, profissionais brasileiros optem por trabalhar em casa. Uma pesquisa realizada em 2012 pela empresa de consultoria “Robert Half” constatou que, entre os países com maior aumento de adesão ao trabalho remoto, o Brasil ficou em terceiro lugar, perdendo apenas para a China e a Cingapura.

Uma das razões para o aumento da taxa de trabalhadores que exercem a profissão em suas residências é o fato de que, com as novas tecnologias, tornou-se mais fácil estar presente, sem estar, de fato, em um lugar específico. Para participar de uma reunião de negócios, por exemplo, é possível fazê-lo utilizando programas como o Skype ou o Facetime.

Outro ponto importante que contribui para o aumento de home offices é a redução de custos. Em época de crise, muitas empresas procuram reduzir ao máximo suas despesas, o que inclui aluguel de escritório, gastos com energia, com água e com o transporte e a alimentação dos funcionários. Optar pelo trabalho remoto permite manter a produção de um profissional, diminuindo as despesas da contratante significativamente.

Para os funcionários, trabalhar em casa também pode ser vantagem. Um dos fatores que mais influenciam essa decisão é o aumento de qualidade de vida. Para começar, o fato de não ter que deslocar-se ao escritório traz o benefício de economizar tempo, poder dormir mais e evitar stress com o trânsito. Além disso, é possível passar mais tempo com a família e distribuir as atividades de uma forma mais flexível. Inclusive, o home office tem sido a escolha de várias mães que querem participar da criação de seus filhos sem abandonar suas carreiras.

No entanto, engana-se quem pensa que as mulheres são a maioria dentro dos profissionais que trabalham em seus lares. De acordo com uma pesquisa feita pela Flex+Strategy, são os homens que representam a maioria dos trabalhadores que optaram por utilizar essa estratégia. Entre os 556 profissionais entrevistados, 31% afirmaram trabalhar remotamente na maior parte do tempo. Dentro dessa porcentagem, 71% eram homens.

É possível que, neste ponto do texto, você esteja se perguntando se trabalhar em casa seria ou não uma boa escolha para você. Para chegar a uma resposta, é preciso analisar o seu perfil e colocar na balança algumas vantagens e desvantagens que essa escolha proporcionaria.

Confira alguns pontos a serem considerados:

Produtividade

Primeiramente, é necessário que você reflita sobre como seria a sua produtividade se trabalhasse em casa. Lembre-se que seu chefe não estará ao seu lado te cobrando os resultados constantemente ou controlando suas atividades, então a responsabilidade de cumprir metas e prazos estará centralizada em suas mãos. Isso exigirá muito foco, organização e planejamento.

Além disso, estando em casa, é muito comum distrair-se com tarefas de interesse pessoal. Portanto, é necessário ter disciplina e uma agenda muito bem definida.

Tarefas domésticas

Se você é daquelas pessoas que não aguentam ver um copo sujo na pia da cozinha, isso pode ser um problema. Estando em casa, a tentação de organizar a vida doméstica será muito grande. Assim, é preciso saber separar as coisas: o trabalho doméstico é uma coisa e o trabalho remunerado é outra. E ambos não podem se misturar.

Ambiente de trabalho

Também é preciso estar atento ao ambiente de trabalho que você teria em casa.

  • Há um cômodo silencioso e confortável em que você poderia trabalhar?
  • Você tem espaço para manusear e arquivar livros, documentos, projetos e outros materiais com os quais lida normalmente no escritório?
  • Há luz suficiente para realizar o seu trabalho?
  • Seu computador é potente o suficiente para rodar os programas necessários?
  • Você possui uma cadeira confortável que lhe permitirá estar sentado por várias horas, sem sentir dores no corpo?
  • E as pessoas que moram com você, te deixarão manter o foco nas tarefas corporativas?

Não adianta querer trabalhar em casa se você não tiver toda a infraestrutura necessária para continuar sendo um profissional produtivo e responsável. Também não é uma boa ideia optar pelo home office com o intuito de passar mais tempo com a família se acabar esquecendo-se do trabalho.

Portanto, antes de tomar uma decisão definitiva, analise todos os prós e contras e tente imaginar como seria sua rotina em um home office.

Abertura de Franquias

Confira esta lista, publicada no site Catraca Livre, com 10 minifranquias para trabalhar em casa.

Confira também esta lista com 10 opções de franquias de construção e imobiliária.

Fontes consultadas:
http://oglobo.globo.com/economia/emprego/pesquisa-mostra-aumento-do-home-office-no-brasil-5126212 
http://worklife.roberthalf.com.br/trabalhar-em-casa-nao-e-so-coisa-de-mae/ 
http://worklife.roberthalf.com.br/home-oficce-5-habitos-que-matam-produtividade/

Crédito da imagem: https://pixabay.com/pt/escrit%C3%B3rio-freelance-computador-620823/


DEIXE AQUI SEU COMENTÁRIO

Receba nossa newsletter