Reivindicações em obras de engenharia

Reivindicações em obras de engenharia

Voltar

Após a assinatura de contratos de empreitada, devem ser tomadas algumas cautelas gerenciais para manter a lucratividade dos negócios. Não é raro que, durante a execução de projetos, ocorram exigências de serviços fora do escopo inicial ou outras alterações não previstas no contrato.

Assim, surgem as reivindicações relacionadas a inadimplências contratuais que geraram prejuízos financeiros, os quais devem ser reembolsados pelo destinatário, a fim de reestabelecer o equilíbrio econômico-financeiro previsto inicialmente.

Na edição 615 da revista “Engenharia”, foi publicado um artigo que trata sobre as causas frequentes de reivindicações contratuais em empreendimentos de construção pesada. No texto, é destacada a importância do gerenciamento de reivindicações nas empresas, a fim de resolvê-las com a maior rapidez e com o menor custo possível.

De acordo com a publicação, entre as causas consideradas de extrema frequência em reivindicações, encontram-se, entre outras e nesta ordem: mudança de escopo pela contratante; atraso em desapropriações; atraso na liberação das áreas de trabalho; atraso em aprovações da contratante; geologia; atraso de pagamento da contratante; aceleração do prazo; atraso na emissão da ordem de serviço; condições locais diferentes das previstas e especificação técnica incorreta ou insuficiente.


DEIXE AQUI SEU COMENTÁRIO

Receba nossa newsletter