Já falamos um pouco sobre a importância de um bom trabalho de projeto e execução relacionado às fundações de uma obra de engenharia. Na ocasião, relatamos duas tragédias que foram ocasionadas devido a problemas nesse âmbito: a queda de um prédio na China, em 2009, e o desabamento do Edifício Liberdade, no Rio de Janeiro, em 2012 (para ler o texto na íntegra, clique aqui).

Infelizmente, fazendo uma pesquisa atualizada, podemos perceber que há outros casos recentes similares a esses. Em 2014, por exemplo, um prédio desabou em Aracaju (SE) e deixou quatro pessoas soterradas por mais de 30 horas. Entre elas, encontrava-se um bebê de apenas 11 meses, que faleceu devido a uma parada cardiorrespiratória a caminho do hospital. De acordo com o CREA-SE, a obra apresentava erros no projeto de fundações.

Casos assim demonstram os graves prejuízos financeiros e de saúde que podem ser ocasionados devido a problemas nas fundações, que podem, inclusive, resultar em fatalidades.

O Burj Khalifa. https://pixabay.com/pt/dubai-emirados-%C3%A1rabes-unidos-106204/

Por outro lado, histórias de sucesso também são capazes de ilustrar a relevância de um bom trabalho de engenharia relacionado às fundações de uma construção. No caso do Burj Khalifa,
localizado em Dubai, um ótimo trabalho de projeção, construção e acompanhamento resultou no título de maior prédio do mundo: são quase 830 metros de altura distribuídos em 168 andares. Para sustentar uma estrutura desse porte, foi necessário construir uma fundação com mais de 190 pilares enterrados a aproximadamente 50m de profundidade. Além disso, foram utilizados aproximadamente 45.000 m³ de concreto na construção dessa fundação. O projeto do prédio envolveu mais de 380 profissionais, entre técnicos e engenheiros. Graças ao trabalho bem feito, o prédio apresenta segurança adequada e bateu diversos recordes, como o de maior quantidade de andares em um edifício.

Para trazer um exemplo mais próximo a nós, podemos citar o Mirante do Vale, localizado em São Paulo, que hoje é considerado o segundo maior prédio do Brasil. O arranha-céu representou o maior prédio do país durante quase 50 anos, graças aos seus 170 metros de altura. A construção completará, neste ano, 50 anos desde sua inauguração, e permanece intacta. Para conseguir esse sucesso, foram usadas estacas de 20m de profundidade, sendo consideradas “como o ‘estado da arte’ em estudos sobre fundações de edifícios”, de acordo com Altair Santos, da empresa de cimentos Itambé.

Mirante do Vale à esquerda. https://commons.wikimedia.org/wiki/File:S%C3%A3o_Paulo-SP_-_Brasil_-_Zona_Leste.jpg

Mirante do Vale à esquerda. https://commons.wikimedia.org/wiki/File:S%C3%A3o_Paulo-SP_-_Brasil_-_Zona_Leste.jpg

Dessa forma, podemos perceber quão grande é o impacto de um trabalho de fundações em uma obra de engenharia. Se ele for mal feito, diversas tragédias podem ocorrer. Se ele for bem feito, as chances de a construção ser um sucesso serão muito maiores. Assim, fica claro que os profissionais e empreendedores envolvidos em obras de fundações de edificações devem estar em constante aprimoramento profissional, a fim de desenvolver um trabalho seguro e satisfatório.

Por isso, a Krozai oferecerá o curso “Fundações ”, que será realizado nos dias 26 a 28 de outubro/2016.

 
Para obter mais informações, como o local, o horário e a programação, clique aqui.

Faça agora mesmo a sua inscrição

Fontes consultadas:
http://g1.globo.com/se/sergipe/noticia/2014/12/laudo-sobre-desabamento-de-predio-e-apresentado-em-aracaju.html
https://construcaocivilpet.wordpress.com/2012/10/17/maravilhas-da-engenharia-2-burj-khalifa-o-predio-mais-alto-do-mundo/
http://www.cimentoitambe.com.br/maior-predio-do-brasil-e-referencia-a-engenharia/
https://pt.wikipedia.org/wiki/Mirante_do_Vale