Estudantes de engenharia criam esmalte de unhas revolucionário

Estudantes de engenharia criam esmalte de unhas revolucionário

Voltar

Quatro estudantes de engenharia da Universidade Estadual da Carolina do Norte, nos Estados Unidos, desenvolveram um esmalte cuja função vai além do tratamento estético: ele é capaz de detectar substâncias químicas frequentemente utilizadas em baladas para facilitar abusos sexuais.

 

O esmalte muda de cor ao entrar em contato com substâncias como o GHB (ácido gama-hidroxibutírico), o Rohypnol e o Xanax. Dessa forma, bastaria que as mulheres mergulhassem um dedo em suas bebidas para terem certeza de não estarem ingerindo um líquido perigoso.

O produto integra um projeto de conscientização das faculdades norte-americanas, que começou após a realização de um estudo que revelou que uma em cada cinco estudantes são estupradas dentro das faculdades estadunidenses.
Apesar de o esmalte ser aclamado por várias pessoas, sendo visto como uma possível prevenção à violência contra as mulheres, a invenção também foi alvo de críticas negativas, principalmente de ativistas “anti-estupro”.
No jornal britânico The Guardian, Jessica Valenti argumentou que, além de o esmalte ser ineficaz, pode incentivar a conduta de culpar a vítima, por considerar que ela é a responsável por evitar o sofrimento de abusos sexuais.

E você, o que pensa? A invenção é uma possível solução para o problema ou incentiva o reforço da “cultura do estupro”? Dê a sua opinião nos comentários!

 

 

Fonte Consultada:
http://g1.globo.com/mundo/noticia/2014/08/esmalte-que-detecta-boa-noite-cinderela-ganha-elogios-mas-vira-polemica.html


DEIXE AQUI SEU COMENTÁRIO

Receba nossa newsletter