No entanto, existem muitas ideias equivocadas sobre o que é ser produtivo e sobre as melhores formas de agir para conseguir gerar mais resultados. Dessa forma, muitas pessoas acabam tomando certas atitudes com o objetivo de obter ganhos, mas acabam obtendo o efeito contrário.

Confira nossa lista com 5 mitos sobre produtividade que podem estar te prejudicando:

1. Quanto mais tarefas forem concluídas, melhor.

Nem sempre! A vontade de chegar ao fim do dia e sentir a sensação de dever cumprido às vezes fala alto demais e, por isso, fazemos as coisas “de qualquer jeito”, com o objetivo de nos sentirmos mais produtivos. No entanto, realizar atividades pela metade não é algo para se vangloriar, pois qualidade é sempre melhor do que quantidade. Fazer inúmeras tarefas em um único dia pode te dar uma sensação de improdutividade que te deixará extremamente frustrado, porque você terá feito muitas coisas, mas nenhuma bem feita. Por isso, realize suas tarefas com qualidade e, se achar que não dará conta de tudo, talvez esteja na hora de reavaliar a quantidade de atividades que fazem parte das suas atribuições.

2. Mais horas de trabalho significam mais produtividade.

Com certeza você já ouviu alguma afirmação semelhante a essa, mas a verdade é que pesquisas já comprovaram que essa ideia não passa de um mito. Uma carga horária muito pesada pode gerar diminuição da produtividade devido à falta de descanso e de qualidade de vida. Em um estudo feito na Europa, de acordo com o site HypeScience, foi constatado que pessoas que trabalham menos horas ou com horários mais flexíveis tendem a ser mais comprometidas com o serviço e, consequentemente, mais produtivas do que aquelas que passam mais tempo. Por isso, procure equilibrar sua vida pessoal e sua vida profissional. Quanto mais descansado você estiver, mais você conseguirá produzir!

blog2

3. Acordar cedo é sempre a melhor opção.

Depende. Para algumas pessoas, acordar cedo proporciona uma gostosa sensação de “ter o dia inteiro pela frente”. Assim, elas ficam motivadas a produzir logo cedo, deixando a parte da noite para realizar outro tipo de atividades, como exercícios físicos ou atividades de lazer. No entanto, para outros, acordar cedo demais pode ser uma verdadeira tortura, o que proporciona uma péssima sensação de “ter começado com o pé esquerdo”, prejudicando a produtividade ao longo do dia. Portanto, os indivíduos são diferentes e possuem suas próprias preferências. Enquanto alguns preferem trabalhar de dia para descansar de noite, outros produzem mais à luz do luar. Por isso, pense no que é melhor para você, sem ligar tanto para que os outros dizem ser a coisa certa a se fazer.

4. Trabalhar sob pressão traz resultados melhores.

É verdade que para algumas pessoas a adrenalina causada pelo trabalho sob pressão pode ajudar a gerar bons resultados. Mas, novamente, não podemos generalizar. Muitos indivíduos ficam extremamente nervosos e estressados em situações dessas e acabam fazendo trabalhos mal feitos ou, no caso dos estudos, não conseguem absorver bem o conteúdo. Reflita sobre o tipo de pessoa que você é e, se você se enquadrar no segundo caso, lembre-se de sempre realizar suas tarefas com antecedência e com tranquilidade.

5. Fazer pausas é perda de tempo.

Apesar de este mito ter sido desmentido há tempos, ainda há pessoas que acreditam que, quanto menos intervalos forem feitos na hora de estudar ou trabalhar, mais tarefas serão concluídas. Mas a verdade é que o cérebro precisa descansar e, quanto menos intervalos forem feitos, mais a mente ficará fatigada. Por isso, é recomendado fazer intervalos de aproximadamente 5 minutos a cada 25 minutos de trabalho.

Fontes consultadas:
http://hypescience.com/7-mitos-da-produtividade-desbancados/
http://hypescience.com/mais-5-mitos-sobre-produtividade-desbancados-pela-ciencia-e-pelo-bom-senso/
http://noticias.universia.com.br/destaque/noticia/2015/07/23/1128756/veja-principais-mitos-sobre-produtividade.html