3 dicas para causar uma boa primeira impressão!

3 dicas para causar uma boa primeira impressão!

Voltar

Para que um indivíduo possa aprimorar-se profissionalmente, é preciso que ele realize diversas ações distintas. A mais importante consiste em adquirir novos conhecimentos com frequência, através da realização de cursos e treinamentos especializados em sua área de atuação. No entanto, é preciso também estar atento a vários outros fatores, como à apresentação do currículo, à rede de contatos, à presença nas redes sociais, entre muitos outros. Levando isso em consideração, neste post falaremos sobre algumas estratégias que os profissionais podem desenvolver para causar uma boa impressão, um fator que é, sem dúvidas, de extrema importância no universo do trabalho. Confira nossas dicas!

1. Como agir ao cumprimentar alguém pela primeira vez:

Você sabia que, caso tenha causado uma primeira má impressão em alguém, serão necessárias aproximadamente vinte atitudes positivas para reverter essa situação? É o que nos conta a Renata Moreno, uma consultora mexicana especialista em imagem pública. Por isso, é preciso ter muito cuidado ao cumprimentar alguém pela primeira vez, já que o ditado “a primeira impressão é a que fica” parece ser mesmo verdadeiro.

Dessa forma, Moreno compartilha algumas dicas simples, mas super valiosas! A primeira é estabelecer contato visual, pois desviar o olhar pode dar a impressão de insegurança ou até mesmo de desonestidade. No entanto, é preciso tomar cuidado para que esse olhar não seja muito penetrante ou agressivo.

Outra dica é sempre sorrir, pois, além de produzir endorfina, o sorriso é capaz de abrir canais de comunicação. Novamente é preciso estar atento e não exagerar no sorriso, que pode dar a impressão de hipocrisia; isso acontece, por exemplo, quando a pessoa sorri mostrando os dentes inferiores. Um sorriso sincero, por outro lado, é capaz de comunicar muita confiança.

A última dica é não exagerar na força ao apertar a mão de alguém e não utilizar apenas as pontas dos dedos ao fazê-lo. O ideal é que a parte de nossa mão que fica entre o dedo polegar e o dedo indicador encoste totalmente nessa parte da mão da outra pessoa e, após isso, as mãos se fechem, de forma firme (mas sem ser forte). Depois, um movimento de subida e de descida é suficiente para que o aperto de mãos transpareça firmeza.

2. Atendendo às expectativas:

Em época de internet e de redes sociais, é muito comum que as pessoas já tenham contato pela web antes de se conhecerem pessoalmente. No entanto, é bem recorrente que as pessoas se comportem de uma forma no universo virtual e de outra forma totalmente diferente no universo real. Isso pode trazer muitas decepções em um primeiro contato presencial, pois quando há uma interação prévia há também muitas expectativas.

Dessa forma, a dica aqui é tentar fazer com que o seu “eu virtual” e o seu “eu real” caminhem sempre juntos. Não tente fingir, na internet, ser alguém que você não é. Obviamente, não invente informações falsas, como experiências profissionais que você não teve ou cursos que você não realizou. Além disso, se você é uma pessoa bem-humorada online, por exemplo, saiba que as pessoas esperarão que você seja bem-humorada também pessoalmente. Se você posta conteúdos com frequência em sua rede social, esteja preparado para ter assuntos também fora da rede. Assim, decepções serão evitadas!

3. O segredo é a dosagem:

Nessas interações iniciais, que às vezes podem causar tensão e nervosismo, o importante é saber dosar: dosar o humor, dosar o quanto você vai falar de si e o quanto vai falar do outro, dosar os limites. Primeiramente, é preciso não exagerar nas demonstrações de humor: se você é uma pessoa que gosta de fazer piadas e brincadeiras, por exemplo, tenha muito cuidado para não acabar sendo inconveniente. Da mesma forma, não seja sério demais. O ideal é sempre encontrar um meio-termo, um ponto intermediário no meio do caminho.

Além disso, evite falar muito de você. Claro, é necessário que você exponha informações relevantes sobre a sua pessoa, principalmente em alguns contextos, como em entrevistas de emprego e em coffee breaks. No entanto, é muito chato quando uma pessoa só fala de si e, principalmente, quando se vangloria de tudo o que faz. Por isso, saiba dosar o tanto que você deve falar de si mesmo e o tanto de perguntas que deve fazer sobre o seu interlocutor, já que uma conversa em que todos falam é muito mais interessante do que um monólogo.

Por último, é muito importante respeitar os limites do outro. Se você é uma pessoa que gosta de falar muito sobre seu lado mais pessoal, por exemplo, esteja certo de que a outra pessoa também se sente confortável ao conversar sobre esse tipo de assunto. Uma boa ideia é sempre seguir as pistas dadas pelo outro: observe o seu comportamento para entender até onde você pode ir.


Ficou interessado pelo assunto?

Veja esta matéria sobre como causar uma primeira impressão perfeita de acordo com a ciência!

 


Fontes consultadas:
https://www.youtube.com/watch?v=kYz2ylU8iuU
http://revistagalileu.globo.com/Life-Hacks/noticia/2015/06/9-truques-psicologicos-para-impressionar-alguem-que-voce-acabou-de-conhecer.html


DEIXE AQUI SEU COMENTÁRIO

Receba nossa newsletter